fevereiro 24, 2024

Dicas para se dar bem na Redação do ENEM

Dicas para se dar bem na Redação do ENEM 1

Olá, pessoal. Tudo bem? Estamos de volta com mais um
Plantão Descomplica. Eu sou Eduardo Valladares, sou professor da plataforma descomplica
de redação e do guia do estudo perfeito, o famoso GEP. Hoje, nós vamos conversar
sobre algo importantíssimo e eu quero te fazer
um convite muito especial. Fica comigo ao longo desse vídeo todo que eu vou desmistificar
essa questão de “será que eu posso ou consigo fazer
uma redação em apenas uma hora no ENEM?” Então, hoje nós vamos falar sobre dicas de como você vai conseguir fazer
a sua redação em apenas uma hora. Mas antes, dá uma curtidinha nesse vídeo e compartilhe com todos
os seus amigos. Falou? Vamos nessa! Bom, pessoal, antes demais nada,
é muito importante saber que esse lance de redação
depender de estar inspirado no dia é a maior furada. Você precisa absorver cada vez mais o discurso de que você precisa entender
que redação é planejamento. Existe uma frase que é
atribuída ao Thomas Edison, que diz mais ou menos assim: “Criatividade é 1% de inspiração
e 99% de transpiração.” Fazendo aqui uma paráfrase para o nosso contexto,
para a nossa realidade, a gente poderia dizer
que redação é 99% de técnica, de planejamento, de transpiração e 1%, sim, você precisa estar inspirado,
estar bem, estar cheio de boa vontade para fazer a redação no dia do ENEM. Dito isso, o que eu
quero explicar para vocês? É muito importante, nessa hora, que você aprenda a fazer a sua redação como se você estivesse fazendo um bolo. Já ouviu essa analogia? Sabe bolo, quando você define primeiro:
Qual o tipo de sabor? Para quantas pessoas
eu vou fazer esse bolo? Esse bolo tem recheio? Tem cobertura? Quais os detalhes que esse bolo
vai apresentar na hora de eu fazê-lo? É a mesma coisa para uma redação. Primeiro, a gente precisa
separar os ingredientes. Primeiro, a gente precisa entender: Esse texto é sobre o quê?
Esse texto tem qual tese? Esse texto tem quais argumentos
sendo apresentados? Como é que eu pretendo começar?
Como é que eu pretendo terminar? Sabe uma frase que eu batizei,
eu criei aqui essa frase no Descomplica e quero compartilhar com você? A frase diz mais ou menos o seguinte: “Não se deve começar uma redação
sem saber como você pretende terminá-la.” Faz sentido? Para para pensar. Veja só, eu nunca posso começar
um texto dissertativo, a introdução, a tese… Como é que eu pretendo
terminar esse texto? Qual é a proposta de intervenção? Como é que eu vou amarrar esse texto? Por isso que a gente gosta muito
de dar aula aqui no Descomplica falando sobre a tal da circularidade. A forma como você começa, é fundamental saber
como você já pretende terminar. Porque você já consegue
amarrar o seu texto. Olha, grande parte dos alunos, a galera que tirou 1000, no ano passado,
retrasado, em todas as edições, se você reparar, pega as redações que tiraram nota máxima,
gabaritaram, tiraram 1000. Essa galera fez o famoso texto circuito, a famosa circularidade da redação.
O que é isso? O que você levanta lá em cima,
na introdução, no primeiro momento do texto,
é resgatado ao final. Pois então, nesse vídeo agora,
a gente quer te ensinar como você vai produzir
uma redação nota 1000, mandando muito bem no seu texto e ainda fazendo essa circularidade
em apenas uma hora. “Valladares, isso é impossível para mim.
Hoje em dia eu tenho feito redação em uma hora e meia,
uma hora e quarenta…” Posso ser sincero?
Sou professor há 20 anos. Estou acostumado
quando o aluno fala assim. Tudo é questão de prática. Tudo é questão de experiência. Tudo é questão de…
Depois desse vídeo, você vai testar. Ai você vai ver que as dicas que eu vou te
dar, num primeiro momento, você vai falar: “Difícil. Acho que em uma hora e meia.” Ai você vai reparar que vai abaixar
para uma hora e vinte. Você vai testar de novo,
vai para uma hora e dez. Vai bater o teto da uma hora que a gente
tanto quer ensinar para você nesse vídeo. Você vai conseguir, vai começar a repetir,
vai começar a repetir… Uma outra sinceridade. Sabe o que eu
quero dizer para você também? No primeiro momento, todo desafio
parece ser enorme, difícil, impossível de ser alcançado. Mas depois que você implementa, adota, uma estratégia, uma técnica,
ela funciona. Ela passa a dar resultado. O que a gente quer de você
nesse vídeo é isso. Então, vamos lá. Vamos começar
com as nossas dicas de como você vai elaborar a sua redação
em apenas uma hora. Vem comigo. Pessoal, primeira grande etapa que a gente vai começar a seguir
na hora de planejar o nosso texto. Você sabia que grande parte do erro dos alunos
vem da fuga ao tema? Tiram zero. Fuga total. Ou às vezes a tal da fuga parcial, por não conseguirem compreender
completamente o que a banca pediu naquela frase tema,
na proposta de redação. Então, aqui vai um conselho crucial. Posso ser sincero?
Eu estou aqui nessa sala. Vamos supor que aqui
fosse a prova do ENEM. Ai começa aquela situação de prova. O fiscal libera para você
começar a fazer a redação. É aquele momento em que você dá
uma folheada rápida no caderno de questões para ver o tema da redação. Ai você começa a olhar para o lado,
olha para o outro, a maior galera já começou a escrever.
Posso ser sincero? Deixa. Deixa. Vai com calma. Pega a frase tema. Primeira dica. Você vai ler
e interpretar a frase tema. “O que a banca quer que eu
analise nessa sentença aqui? Qual é a palavra-chave? Qual é a palavra que eu
devo trabalhar aqui primeiro? Qual é o contexto? A frase tema fala só
sobre o cenário brasileiro ou a frase tema também fala
sobre um cenário global, mundial? Aqui eu posso muito bem relacionar–” Ai você vai começar a entender,
decodificar, qual é, de fato, a proposta
de redação deste ano que a banca examinadora está te cobrando. Deixa o outro escrever. Deixa… Esquece a comparação. Faz o seu. Confia no teu método. Isso é muito importante. Primeira dica:
Interpretar a frase tema. Calcular a dimensão
dessa proposta de redação. Eu quero até destacar
um pouco mais sobre isso. Porque, se você, por exemplo,
pegar o tema do ENEM de 2015, olha a frase tema como foi: “A persistência da violência
contra a mulher na sociedade brasileira.” Sabe qual foi o grande erro neste ano?
A maior galera falou só sobre o quê? Sobre mulher. A ascensão da mulher
na sociedade brasileira, que a mulher já ascendeu, cresceu, já ocupa determinados
cargos na sociedade… Claro que isso é ótimo,
claro que é vantajoso falar sobre isso, mas o tema não era esse.
O tema foi sobre a persistência da violência
contra a mulher. A discussão era para você mostrar:
A violência contra a mulher persiste? Aumentou? Diminuiu? Permanece a mesma? Ai você pegaria
essa palavra “persistência” e procuraria os sinônimos dela. Persistir é aquilo que permanece,
que continua… Isso que você precisa fazer
neste primeiro momento na hora da prova. Interpreta as palavras-chave. Está prestando atenção no meu gesto? Ai você, depois que entendeu
tudo o que as palavrinhas significam, vai reparar que, na hora que você fizer esse exercício
de interpretar as palavras-chave, milhões de outras ideias vão começar
a aparecer na sua cabeça. Isso é sensacional. Esse exercício vai te ajudar, inclusive, a tirar ideia de onde você nem imagina. Agora, segunda dica importante. Depois de ter interpretado a frase tema, você vai lá para a coletânea de textos. E você vai fazer um negócio
que eu chamo de leitura seletiva. O que é isso? Em geral, a coletânea
de textos do ENEM traz três textos. Já houve algum ano que trouxe quatro,
mas em geral são três. Em geral, esses textos
são textos curtos a médios, em que, de lá, você extrai
determinadas informações. Informação muito importante! Essas informações não podem ser copiadas. Está certo? Você, na verdade, vai se aproveitar
da coletânea como um plano de fundo. Conhece essa expressão? Você vai entender o cenário do texto um,
do texto dois, do texto três. Ai, você vai interpretar a ideia-chave de cada texto que lhe foi dado. Exemplo: Vamos supor que o texto um,
lá nesse tema de 2015, estivesse falando sobre o número
de mulheres que foram violentadas física, sexual, moralmente por homens… nos anos 2000 ou 2010. Ai você vai olhar os dados,
as estatísticas, as pesquisas. “Caramba. Foi bom
essa pesquisa ter me mostrado que mulheres sofrem
de violência física, moral, sexual, de vários tipos. Poxa, seria interessante
comentar isso, então, na redação. As diferenças que existem
entre os tipos de violência.” Percebeu, pessoal? A coletânea vai te dando ideias,
mas não é para você pegar os dados de lá. Não é para você roubar, por exemplo,
ou copiar as mesmas sentenças, as mesmas frases. Isso é muito ruim, inclusive. A banca pode te penalizar por isso. OK? Primeira etapa: interpretei a frase tema. Segunda etapa: eu li a coletânea
de uma maneira muito seletiva. Estou agora na minha terceira dica
desse meu primeiro bloco de dicas, que vai ser o seguinte: você, agora, vai fazer um exercício
que eu chamo de brainstorming. Do you know what is the meaning
of brainstorming?
Brainstorm é justamente
quando você faz essa chuva de ideias, essa chuva de pensamentos. Como assim? Você vai pegar tudo o que estava
decodificando lá naquela primeira fase, juntar com as suas ideias
retiradas da coletânea… Ah, agora eu tenho
esse conjunto de coisas a minha frente; esse conjunto de ideias; esse conjunto
desse panorama de informação. A pergunta que não quer calar: Você vai usar isso tudo
na hora do seu texto? Não. Mas esse primeiro momento é crucial. Agora, uma observação:
Pode parecer, nessa hora, que tudo o que eu estou te explicando
vai demorar muito na hora da prova. Não vai. Essa primeira grande etapa
que é de interpretar a frase tema, ler a coletânea
e fazer esse brainstorming, tem que durar de cinco a oito minutinhos. Não mais que isso.
De cinco a oito minutinhos. Eu garanto que, se você treinar, treinar, treinar
essa primeira parte de um jeito rápido, você chega à prova tinindo
e é isso que a gente quer. Vamos para o nosso
segundo bloco de dicas? E aí, pessoal,
nesse nosso segundo bloco das dicas, você, agora, já tem toda
a propriedade do tema nas suas mãos. Agora, quando você olha para o lado,
olha para o outro, já tem gente até terminando a redação,
mas posso ser sincero mais uma vez? A maior galera pode estar escrevendo sobre
o tema errado. Já parou para pensar nisso? Você, agora, tem total confiança que você vai fazer uma redação sinistra, e até agora você só investiu
de cinco a oito minutinhos. Então, vamos lá. A próxima dica, quarta dica, anota aí. Você vai começar a fazer um negócio agora
que se chama levantamento das ideias. Como assim?
Agora você vai começar a reparar que todo aquele brainstorming,
chuva de ideias que você fez… Agora, o que essas ideias
têm a ver com o tema? Ai, você vai começar a levantar as ideias
que dizem respeito ao tema. Por exemplo,
de novo o tema do ENEM 2015: O que tem a ver com essa coisa
de violência à mulher? Estupro, assédio… Você vai começar a levantar ideias
que estejam interligadas à discussão central daquele tema. “Bom, além de estupro, além de assédio,
o que eu posso pensar? Posso pensar também sobre
a violência física. Mulheres apanham dos homens
nas suas residências. Vamos combinar? Feminicídio…” Ai, você vai começar a pegar alguns dados
que você conhece do seu mundo, da sua realidade, da sua leitura, de quanto você viu em televisão,
análise de telejornais e de tudo que tem ali
na coletânea também. De tudo o que você assistiu das aulas
de história, geografia, filosofia, do seu conhecimento do mundo
de maneira completa. Ai, você vai levantar as ideias. De novo, eu preciso que você
entenda uma coisinha importante. Não necessariamente tudo
o que você levantar de ideias, você vai levar para o seu texto. Mas não poupe nessa hora. Não economize. Veio uma referência? Escreve.
Veio uma outra ideia? Coloca no rascunho. Você ainda não começou
a fazer a redação como um todo. Você só está separando as ideias. Tudo bem até aqui? Ai, você vai para a quinta dica. Depois que você levantou as ideias,
agora você vai dar uma boa pausa. Vai respirar. Confirma qual é o tema e você vai para uma parte
chamada seleção das ideias. Ai que você vai começar
a fazer isso aqui… Filtro. “Essa ideia é muito importante
de acordo com essa aqui. Eu vou conseguir relacionar isso
no primeiro argumento. Beleza. Meu primeiro argumento é este. Agora, essa minha outra ideia
pode ser um bom exemplo, isso aqui pode ser uma boa analogia para sustentar o meu segundo argumento.”
Separa. Então, primeiro você levanta as ideias e, depois, você vai
para o momento de seleção, de separação, de filtragem. Está entendendo até aqui? Essa parte é muito especial.
Essa parte é muito importante, porque ela pode ditar o rumo
daquilo que você vai escrever. Tudo bem? Agora, na hora dessa seleção, você precisa definir
duas etapas cruciais do seu texto: o início e o final. Todo mundo já sabe
que toda redação que se preze precisa definir uma tese. Sabe o que é tese? Tese é a visão global
que vai permear o seu texto inteiro. Está entendendo o meu desenho? A visão global que vai perpassar
o seu texto inteiro. O que você pretende sustentar?
Vamos voltar para o tema? Na sua visão, a violência contra a mulher
persiste ou não persiste? A sua resposta é a sua tese. “Em parte ela persiste,
mas já houve avanços. A Lei Maria da Penha,
as delegacias contra as mul–” A favor, no caso. É que o nome é
“Delegacia da Mulher”. Mas, o caso contra,
as agressões contra as mulheres… Então, já existem casos,
já existem situações em que os direitos da mulher,
de fato, estão sendo assegurados. “Ah, mas a gente precisa fiscalizar
essas denúncias, a gente precisa seguir esses casos, senão, de nada adianta inventar a lei se
ela também não é aplicada, não é seguida.” Então coloca isso como observação, coloca isso como referência,
como ressalva no seu texto. Tudo bem? Então, você vai fazer
o levantamento das ideias e a seleção das ideias. Qual é a tese?
Qual é a minha intervenção? Como é que eu relaciono o argumento dois
com o argumento um, com essa tese e com essa intervenção? Feito isso tudo, a gente pode ir
para a nossa próxima etapa, que é o nosso último bloco, inclusive. Agora, preste atenção nisso. Cuidado que, nessa hora
da seleção das ideias, quanto tempo você deve investir nisso? Essa parte é crucial. Eu diria que você tem que investir
dez minutos entre levantar e selecionar as ideias. Vamos para a próxima etapa. Bom, até agora a gente já tem
mais ou menos uns 18 minutos de redação. Concorda? Vamos arredondar
logo para cima para 20 minutos? Nesses 20 minutos, você interpretou bem a frase tema,
você leu a coletânea, você levantou boas ideias
e você selecionou. Está faltando o quê? Organizar. Esse argumento aqui, que eu selecionei, ele deve ser mesmo o primeiro
ou deve ser o segundo? Já ouviu um negócio chamado
“Clímax de Argumentação”? Será que esse argumento não ficaria melhor
se entrasse como segundo plano? Você precisa… Sabe aquela metáfora
que a gente usou dos ingredientes do bolo? Em que momento eu
coloco mesmo o fermento? Qual é o lugar que eu
coloco o ovo? E a farinha? Vai ter açúcar? Não vai ter açúcar?
Como é que é esse meu planejamento? Isso tudo é muito importante na hora
de eu preparar esse meu texto. Está bom? Nessa coisa da organização, você precisa
entender o que entra como tese, a proposta, argumento um
e argumento dois. Todas as referências que você for usar já precisam estar bem selecionadas
e bem organizadas. Esse momento é tão crucial
que muitos confundem. “Valladares, a organização das ideias
já é o meu rascunho?” É o pré-rascunho. Você, nessa hora,
no seu papel de rascunho, já está com tudo meio que pré-elaborado. A tese, os tópicos frasais, os exemplos, a intervenção, mas você ainda não colocou
a massa para bater. Domina a metáfora?
O que seria a “massa para bater”? Nossa próxima etapa:
a elaboração do texto. Conta comigo? Interpretei a frase tema, eu li a coletânea, eu fiz o brainstorm, eu levantei ideias,
eu selecionei as ideias. Sexta etapa: organização. Sétima etapa: elaboração do seu texto. Agora, sim. Venhamos e convenhamos? Você olha para um lado, olha para o outro.
A maior galera já terminou a redação. De novo: deixa eles. Nessa hora de elaboração do seu texto,
você vai para o rascunho. “Valladares, você acha mesmo
importante fazer rascunho?” Aham. Rascunho é fundamental para
você arrebentar na redação do ENEM. E ai, vamos contar comigo? Quando tempo você tinha investido
até aquela fase da seleção das ideias? Vinte minutos. Quando você organiza,
você separa mais cinco. Vinte e cinco. E para fazer a redação, propriamente? Vamos combinar? Uns 15 a 20 minutos. Sei que pode parecer estranho, mas depois que você
treina, treina, treina, isso sai rápido. De 15 a 20 minutos, é o tempo que você
leva para colocar o bolo no forno. A massa batia, agora vou levar
o bolo para o forno. Está entendendo a metáfora até aqui? Nesse momento de elaboração do texto,
sua redação está prontinha para você entregar. Eu disse que esse era o último bloco, mas agora vem a nossa parte importante. Você pode entregar nessa versão rascunho?
Poder, pode. É o ideal? Não. Existe a folha ideal
para você escrever a redação. Eu sugiro que você faça a versão rascunho e, agora, você tem algumas opções. Você pode dar uma paradinha
e ir ao banheiro, beber uma água, para dar uma respirada. Vamos combinar? Você já está exigindo da sua concentração
há uns 40, 45 minutos. Então, seria o momento
de você dar uma paradinha. Respira. Vá ao banheiro, lava o rosto, volta. Aí você tem uma outra escolha. Ou você passa tudo a limpo de uma vez, ou você, então, vai
para a parte completa da prova e você começa a resolver ciências humanas,
a parte de linguagens… Ok? Ou você decide, de uma vez,
terminar logo a redação. Pega a folha oficial e passa a limpo. Porém, antes, vem a oitava etapa. Eu não vou passar a limpo
sem antes dar a minha última checada. Eu chamo isso de checagem final. O que é checagem final?
Vírgula, crase, concordância… Deixa eu ver se, na hora da pressa,
em que eu fui bater a massa, não escapuliu um negocinho aqui. De repente, está na hora de eu consertar. Ai, sim. Quando eu
passar a limpo, já foi. Passeia limpo de vez. Isso faz com que você evite rasura, letra feia, letra corrida. Conserte tudo no rascunho. Agora, sim, a nona dica. Está achando que acabou? Não.
Agora você vai passar a limpo. Isso mesmo. Depois que você já ajustou
todos os itens no seu rascunho, você vai passar seu texto a limpo para entregar uma letra bacana,
bem legível, para não apresentar erro nenhum,
para não ter rasura no seu texto, e ai, sim, você pode
correr para o abraço. Sucesso. Sua redação
vai terminar em uma hora e você vai tirar uma nota excelente. Você entendeu todas essa estratégias?
Somadas, isso rende uma hora. Com muito treino, com muito foco…
Posso ser muito sincero? Várias vezes, nesse vídeo,
eu fui muito sincero. Você precisa treinar,
agora, essa concentração de etapa atrás de etapa. Uma outra etapa, uma outra etapa… e você vai começar a controlar o seu tempo
para cada etapa dessas. Cuidado para você não se empolgar. “Eu gosto de me empolgar naquela hora lá
em cima, Valladares, de levantar ideias. Eu fico ali uns 20 minutos.”
Não pode. Você vai começar, daqui para a frente,
depois desse vídeo, a controlar todas essas etapas
da sua redação. Que dá tempo de fazer
em uma hora, dá, sim. E você vai conseguir, porque a gente, aqui,
confia muito em você. Está certo? Então, é isso. Se depois desse vídeo
você ainda ficou com alguma dúvida, tem algum comentário,
quer falar qualquer coisa, deixa aqui embaixo para a gente. A gente está doidinho para ler
o que você achou desse vídeo e se você tem algum comentário
ou dúvida para a gente. Está certo? Agora, se você quiser continuar recebendo
conteúdo que nem esse, é só você ativar as notificações
naquele famoso “sininho”, que você sempre receberá
as informações fresquinhas aqui do Descomplica. Beleza? E ainda mais: Ficou interessado no nosso conteúdo
da plataforma do Descomplica? Aqui embaixo tem um link para você
assinar o Descomplica com desconto. Não perde essa oportunidade, não. Vem logo para o Descomplica
que a gente está te esperando. É isso, pessoal. Adorei esse vídeo. Espero que você também tenha gostado.
Compartilhem com seus amigos e a gente está aqui no Descomplica
torcendo por você, para você arrebentar no ENEM
fazendo a redação em uma hora. Beijos. Até a próxima.
Tchau, tchau.

4.8/5 - (126 votes)

Leia Mais Sobre:  Dicas de Como fazer a Sua redação no Enem